5 linguagens de programação para 2017.

     O mercado de programação é um dos que mais cresce nos últimos anos. Está espalhado por todos os campos do conhecimento e em certo ponto, tudo reverte-se em zeros e uns.


Confira a lista de linguagens de programação que eu acredito serem as melhores apostas para 2017.

“Um monte de gente acha que criar software é uma atividade puramente solitária, onde você senta num escritório com a porta fechada o dia todo e escreve montes de código” (Bill Gates)


Go

Mascote da linguagem Go, mantida pela Google. ©Google

A linguagem do Google parece ser uma aposta firme para 2017, podendo agora ser listada como linguagem principal por engenheiros em processo de admissão na empresa, e dizem ser a aposta deles como próximo carro chefe para suas aplicações.Com uma sintaxe parecida com a família C, embora mais limpa e de design mais moderno, aos poucos a documentação começa a se tornar mais útil e seu repositório no Github cresce cada dia mais.

Acesse o site da GoLang clicando aqui.


Dart/TypeScript/Coffeescript…

Quem ainda vai escrever JavaScript?

JavaScript está em toda parte, fato. Não importa a tecnologia, plataforma, projeto, há alguém no GitHub ou Bitbucket desenvolvendo uma forma de fazer com que o JS rode.

Contudo, os transpiladores e compiladores de JavasCript estão cada dia mais modernos e com grandes empresas por trás deles.

Existem para todos os gostos. Se você prefere escrever código de forma mais parecida com o C#, por exemplo, TypeScript, caso goste da sintaxe mais semelhante a do GoLang,  DartLang, caso prefira algo mais próximo ao Ruby,  CoffeeScript. Claro que estou simplificando demais, as diferenças não ficam apenas na sintaxe e no design das mesmas, mas no fim, tudo vira JavaScript, este é o ponto. Você pode escolher pelo JavaScript puro ou transformar código de outra linguagem nele. A lista não para por aqui!


C#

C#, em qualquer plataforma! ©Xamarin

C# já foi alvo de muito ódio, por ser uma linguagem cara, focada em uma única plataforma, de código fechado… Você poderia escolher um motivo e detestá-la.

Sempre houve, no entanto, divisões na comunidade e fãs fervorosos da mesma, que levaram a seu amadurecimento, juntamente à Microsoft, que a mantém.

Porém hoje  a maior parte destes ‘problemas’ está sendo solucionada (quando ainda existem). A linguagem é de código aberto, através do .NET Core, e disponível no github.  Além disso, é multiplataforma! Através do Visual Studio Code é possível desenvolver apps em C# no Mac, Windows ou Linux.

Há algum tempo a Microsoft apoia a Xamarin, integrando a ferramenta de desenvolvimento de apps da mesma no Visual Studio. Isso significa que você pode escrever aplicações para computador, web, iPhone, Android e Windows Phone (para citar algumas possibilidades), tudo usando o C#.

Ah, e a Microsoft oferece cursos online, na MVA.


PHP

PHP 7. O elefante retorna. ©Zend

A web ainda é uma floresta a ser explorada por programadores e o PHP é o facão, a bússola e o cantil.

A nova versão do PHP trás inúmeras melhorias na linguagem, tornando, novamente, o código algo inteligível e divertido sem esforços homéricos.

O que coloca o PHP na lista é sua solidez, suas mudanças recentes e principalmente a comunidade.

Tudo já foi feito em PHP, mas sempre haverá espaço para criações. Com o Composer, e frameworks como o Laravel, Cake e as outras centenas existentes, você pode desenvolver aplicações seguras e compatíveis com a maioria dos servidores que atuam no Brasil.

O PHP possui documentação completa online, além de ser de código aberto e ter uma das menores curvas de aprendizagem iniciais. Disponível em: http://php.net/.


JAVA

Java. Ontem, hoje, sempre? ©Oracle/Sun;

Fazer uma lista dessas sem colocar o Java é tolice. Dominante em quase todo mercado no qual participa, fácil de começar a aprender, com material em todo canto da internet e cursos livres às duzias, o Java continua sendo uma das melhores linguagens de programação para se aprender.

Duas palavras definem o estado do java atualmente: empregos e Android. Java dispensa palavras.


Menções Honrosas:


  • Swift: Ainda crescendo, voltada às plataformas Apple. Caso seu foco seja, por exemplo, desenvolver apps para iPhone, então Swift!
  • C/C++: Robótica, games, compiladores. Linguagens muito antigas, mas ainda muito utilizadas.

 

Sinta-se livre para compartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Autor: Ulisses

Desenvolvedor de sites e aplicações Web. Contente com o Linux desde 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *